MBA

Aplicações Blockchain

A pós-graduação colabora na formação do arquiteto de aplicações blockchain, abordando conceitos e práticas sobre as criptomoedas, a economia digital, o desenvolvimento e a gestão de aplicações e dados descentralizados.

8 meses
21 de novembro de 2019
20 de novembro de 2019
Consulte

Forme-se um

Arquiteto de Aplicações Blockchain

Domine e aplique as tecnologias que estão transformando o universo da economia digital. Conheça os protocolos do Bitcoin e do Ethereum, entenda sobre segurança cibernética, Web 3.0 e arquitetura de aplicações descentralizadas. Gerencie dados e desenvolva aplicações em cenários descentralizados. Aplique as tecnologias do Blockchain em cenários reais.

Motivos para fazer sua pós no IGTI

O IGTI é referência nacional em Pós-graduação e formação profissional em TI e Tecnologias Emergentes.

50 alunos por aula interativa

A distribuição dos alunos nas aulas interativas permite uma maior troca de conhecimentos.

100% Interativo

A distribuição dos alunos nas aulas interativas permite uma maior troca de conhecimentos.

85% de Satisfação

Este é o percentual de alunos que avaliam as suas disciplinas com 4 ou 5 estrelas.

Faça seu MBA como um Bootcamp aplicável ao mercado

Estude intercalando disciplinas práticas com atividades do projeto aplicado do curso.
8 meses
Modelo de Ensino e Normas Acadêmicas
Modelo de Ensino e Normas Acadêmicas
22h
O IGTI - Instituto de Gestão em Tecnologia da Informação. Canais de Atendimento ao Aluno. Modelo de Ensino. Estrutura das disciplinas. Normas Acadêmicas. O Trabalho de Conclusão do Curso – TCC. Visão Geral do Ambiente de Ensino a Distância.
Fundamentos em Blockchain
Fundamentos em Blockchain
22h
Surgimento e história do Bitcoin. Conceitos básicos relacionados a Blockchain: Criptografia. Assinaturas digitais. Nós e carteiras. Transações e estrutura do bloco. Incentivos e consenso. Mineração. Expansão da tecnologia Blockchain além do Bitcoin. Primeiras Altcoins. Ethereum e Tokens. Primeiro hard fork do Ethereum e surgimento do Ethereum Classic. Forks do Bitcoin. ICOs (Initial Coin Offerings). Blockchains privadas. Aplicações em Blockchain: Smart contracts. Armazenamento de dados. Aplicações Web Tradicionais vs. dApps. Visão Geral de Arquitetura. Criptomoedas. Tokens: tokenização de ativos, tokens não-fungíveis. Blockchain e o mercado financeiro: Investimento em criptomoedas. Diferença entre os tipos de ativos digitais (coins, securities, utilities). Corretoras centralizadas vs. descentralizadas: Definições e exemplos. Caso Mt.Gox. Crescimento no número de soluções descentralizadas. Blockchain e o Futuro: Movimentos libertários e descentralização. Transformação nos setores tradicionais: Casos de utilização da tecnologia por grandes empresas e bancos tradicionais. Potencial de crescimento da adoção pelo público geral.
Inovação e Design Thinking
Inovação e Design Thinking
22h
O conceito de inovação. Soluções inovadoras com Design Thinking. Processo do Design Thinking: inspiração, descoberta e insights; interpretação, análise e síntese. Ideação, experimentação e prototipação de soluções. Técnicas de implementação e evolução de soluções.
Desafio/Problema
Desafio/Problema
20h
Após a disciplina de Inovação e Design Thinking, o aluno tem a oportunidade de propor o escopo do problema e a solução de seu projeto aplicado, utilizando as abordagens aprendidas até o momento sobre Inovação e Design Thinking. Durante esse período o aluno apresentará a sua proposta de desafio por meio de uma abordagem centrada nas necessidades humanas dos usuários e na definição do problema em termos destas necessidades. Em conjunto o aluno evoluirá a sua proposta de escopo do problema para uma proposta de solução. A partir daí, ambas propostas serão avaliadas por professsoes orientadores por meio de um conjunto de requisitos avaliativos que nortearão feedbacks escritos direcionados à melhoria do PA. O processo de elaboração do PA é iterativo e incremental e a cada iteração o aluno receberá feedbacks por escrito de seu orientador, o que contribuirá para a evolução constante do modelo de negócio até a sua apresentação final.
Desenvolvimento de dApps
Desenvolvimento de dApps
22h
Definição de aplicações descentralizadas (decentralized applications ou dApps). Entendimento da Blockchain como base dos dApps. Introdução ao Ethereum e outras plataformas de dApps. Limitações e custos de algumas das principais plataformas Blockchain existentes: Custo de processamento e armazenamento. Tempo de processamento. Problemas de escalabilidade. Avaliação de situações em que uma aplicação é beneficiada por usar uma arquitetura descentralizada. Revisão de arquiteturas de software tradicionais e integração com Blockchain. Bancos de Dados tradicionais vs. Blockchain. Pontos de atenção referentes a UX / UI para aplicações baseadas em Blockchain. Dificuldades na adoção pelo público geral: Gerenciamento de chaves privadas e carteiras. Tempo de processamento de transações e falhas de execução. Experiência do usuário em aplicações descentralizadas. Exemplos de interfaces gráficas de dApps. Introdução a APIs do Ethereum: Utilização da Web3.js e Ethjs (bibliotecas javascript). Apresentação do framework Truffle. Redes de teste. Integração entre o front-end e a Blockchain / Smart Contracts. Utilização de combinações de dados on-chain e off-chain. Utilização de plugins existentes para comunicação com a Blockchain: Metamask. Toshi / Cipher. Desenvolvimento de dApps para serem executados em smartphones. Estudo de exemplos de dApp completos. Pontos de atenção relacionados a segurança e gestão de configurações no desenvolvimento de dApps.
Primeira Iteração
Primeira Iteração
10h
Durante a Primeira Iteração do Projeto Aplicado, o aluno tem a oportunidade de planejar e executar o desenvolvimento dos requisitos iniciais de seu projeto, utilizando para isso as competências e habilidades adquiridas em sua última disciplina. Ao final desta iteração, o aluno deverá realizar um confronto entre o que foi planejado nesta iteração e o que foi realmente executado, gerando artefatos que comprovam o planejamento e execução dos requisitos.
Arquitetura de Sistemas Descentralizados
Arquitetura de Sistemas Descentralizados
22h
Breve revisão da estrutura macroeconômica tradicional. Arquitetura P2P (Peer-to-peer): História e conceito. Exemplos de arquiteturas e protocolos P2P. Tecnologias de registro distribuído (DLT ou Distributed Ledger Technologies): O surgimento da Blockchain no contexto de Arquitetura de Software. Grafos acíclicos direcionados (directed acyclic graph ou DAG). Criptomoedas como mecanismo de incentivo. Utilização de Blockchains privadas: a ausência de criptomoedas. Fundamentos de funções hash criptográficas. Assinaturas Digitais. O Problema dos Generais Bizantinos e protocolos de consenso: Resultado de impossibilidade de Fischer, Lynch e Patterson. Conceito de Byzantine Fault Tolerance. Federated Byzantine Agreement. Practical Byzantine Fault Tolerance. Proof-of-Work. Proof-of-Stake. Delegated Proof-of-Stake. Outros (visão geral). Contraposição aos sistemas centralizados e à economia tradicional. Projeto de Sistema Descentralizado.
Segunda Iteração
Segunda Iteração
10h
Durante a Segunda Iteração do Projeto Aplicado, o aluno tem a oportunidade de planejar e executar o desenvolvimento dos requisitos intermediários de seu projeto, utilizando para isso as competências e habilidades adquiridas em sua última disciplina. Ao final desta iteração, o aluno deverá realizar um confronto entre o que foi planejado nesta iteração e o que foi realmente executado, gerando artefatos que comprovam o planejamento e execução dos requisitos.
Desenvolvimento
Desenvolvimento
20h
A etapa de Desenvolvimento é um marco na produção do Projeto Aplicado. Nesse momento o aluno, em conjunto com o seu orientador, poderá fazer uma avaliação do andamento do desenvolvimento ocorrido nas iterações anteriores e realizar correções que porventura sejam necessárias. Além disso, os requisitos gerais do projeto poderão ser revistos e avaliados, com o objetivo de manter o planejamento atualizado.
Bitcoin e criptomoedas
Bitcoin e criptomoedas
22h
História do dinheiro. O movimento libertário, os Cypherpunks e as tentativas falhas de criação de dinheiro digital. Bitgold. DigiCash. O problema dos generais bizantinos e de double-spending. A história do Bitcoin. Crise de 2008. Satoshi Nakamoto e o Bitcoin Whitepaper. Adoção e especulação. Silk Road. Economia. Oferta e demanda. Inflação. Banco central, bancos, emissão de dinheiro. Especificações do protocolo do Bitcoin. Maximum supply (oferta máxima de moedas). Dificuldade, nonce. Tempo de criação de blocos. Recompensa. Taxas da rede. UTXOs. Forks (soft, hard). -Case studies: Bitcoin Cash, Litecoin. Altcoins. Litecoin. Monero. DASH. ZCash. Carteiras de criptomoedas, chaves públicas e privadas. Tipos de carteiras. Criptografia. Key-pairs, SHA-256, Merkle tree. Segurança na rede. Ataque de 51%. Nós da rede, validação/mineração de blocos. Proof of Work. Novas alternativas. Estudo dos diferentes tipos de criptomoedas com exemplos. Moedas lastreadas e complementares. Criação de criptomoedas. Programação com diferentes linguagens
Terceira Iteração
Terceira Iteração
10h
Durante a Terceira Iteração do Projeto Aplicado, o aluno tem a oportunidade de planejar e executar o desenvolvimento dos requisitos intermediários de seu projeto, utilizando para isso as competências e habilidades adquiridas em sua última disciplina. Ao final desta iteração, o aluno deverá realizar um confronto entre o que foi planejado nesta iteração e o que foi realmente executado, gerando artefatos que comprovam o planejamento e execução dos requisitos.
Web 3.0: Ethereum
Web 3.0: Ethereum
22h
Breve história da internet: Web 1.0, 2.0 e 3.0. Web 3.0: Privacidade dos dados. História do Ethereum. Vitalik Buterin. Ethereum Whitepaper. Propósito. Especificações da blockchain. Blocos e confirmações. Transações. Criptografia. Stress tests. Ether e tokens. Aplicações construídas na plataforma. Ethereum Virtual Machine. Nós. Full nodes. Light clients. Geth & Parity. Consenso na rede. Proof of Work. Proof of Stake. Funcionalidades específicas. Uncle blocks. Patricia tree. Endereços ENS. Ethereum Gas. ERCs e EIPs. Standards mais importantes: ERC-20, ERC-721… Redes de teste. Test Ether. Ambiente de desenvolvimento. Ferramentas para desenvolvimento. IDEs. Smart contracts. Especificações. Linguagens. Funcionalidades. Plataformas competidoras. Quorum. Organizações importantes. ConsenSys, EEA, Ethereum Foundation. Roadmap. Escalabilidade: State channels, Sharding, Plasma. Casper.
Quarta Iteração
Quarta Iteração
10h
Durante a Quarta Iteração do Projeto Aplicado, o aluno tem a oportunidade de planejar e executar o desenvolvimento dos requisitos intermediários de seu projeto, utilizando para isso as competências e habilidades adquiridas em sua última disciplina. Ao final desta iteração, o aluno deverá realizar um confronto entre o que foi planejado nesta iteração e o que foi realmente executado, gerando artefatos que comprovam o planejamento e execução dos requisitos.
Consórcios e blockchains privadas
Consórcios e blockchains privadas
22h
História. Comparação: Blockchains privadas, consórcio e públicas. Vantagens e desvantagens. Áreas de impacto. Usos. Aplicações. Soluções já existentes. Ramos com potencial. Ethereum. Criação da própria rede. Quorum. Comparação entre o Quorum e o Ethereum. Especificações. Ambiente de desenvolvimento. Ripple. Especificações. Ambiente de desenvolvimento. R3 Corda. Especificações. Ambiente de desenvolvimento. IBM Hyperledger. Especificações. Ambiente de desenvolvimento. Blockchain-As-A-Service. Microsoft Azure. Amazon AWS. Integrações.
Quinta Iteração
Quinta Iteração
10h
Essa iteração antecede a Qualificação, que é um marco muito importante no desenvolvimento do PA. Ao final desta iteração, o aluno deverá realizar um confronto entre o que foi planejado nesta iteração e o que foi realmente executado, gerando artefatos que comprovam o planejamento e execução dos requisitos.
Qualificação
Qualificação
20h
A Qualificação trata-se de uma oportunidade que o aluno tem de apresentar ao seu orientador os requisitos desenvolvidos até o momento. O orientador, por sua vez, avaliará o trabalho já realizado, esclarecerá dúvidas e fornecerá orientações essenciais para a correção e evolução do Projeto Aplicado.
Economia Digital
Economia Digital
22h
A proposta do Ethereum. Utilização da tecnologia blockchain para smart contracts. Smart contracts e seu papel em aplicações descentralizadas. Desintermediação. Confiança em código. Ativos digitais (Tokenização). Títulos de propriedade digitais. Usos e importância de ativos digitais. Cartórios e blockchain. dApps e DAOs. Estrutura de aplicações no mundo descentralizado. Remuneração de criadores. A importância do open-source. Governança em plataformas descentralizadas. Eficiência e segurança. Ambiente regulatório. Ativos digitais pelo mundo. Integração de ativos digitais com instituições reguladores. WAVES Platform. Proposta. Especificações do protocolo. Stellar. Proposta. Especificações do protocolo. EOSIO. Proposta. Especificações do protocolo. NEM. Proposta. Especificações do protocolo. NEO. Proposta. Especificações do protocolo. Integração da blockchain com IoT. Ativos autônomos. Integração da blockchain com AI. Criando aplicações seguras e justas. Data science sem o sacrifício de privacidade.
Sexta Iteração
Sexta Iteração
10h
A Sexta Iteração do Projeto Aplicado é onde o aluno já começa a planejar e executar o desenvolvimento dos requisitos finais do seu Projeto Aplicado, utilizando para isso as competências e habilidades adquiridas em sua última disciplina e em todo o curso. Ao final desta iteração, o aluno deverá realizar um confronto entre o que foi planejado nesta iteração e o que foi realmente executado, gerando artefatos que comprovam o planejamento e execução dos requisitos.
Smart Contracts
Smart Contracts
22h
História e definição de Smart Contracts. Casos de usos e exemplos usando pseudocódigo. Comparação entre plataformas de Smart Contracts: Ethereum. EOS. Stellar. Cardano. NEO. NEM. Discussão sobre as aplicações e limitações dos Smart Contracts. Custos. Imutabilidade. Escalabilidade. Segurança. Programação de Smart Contracts da plataforma Ethereum: Apresentação da IDE Remix. Principais características da linguagem Solidity. Tipos de dados. Funções e modifiers. Definição de Gas, custos de execução. Melhores práticas no desenvolvimento em Solidity. Estudo de exemplos de Smart Contracts em Solidity. Implantação de um smart contract em rede de teste. Verificação da execução das funções do Smart Contract. Apresentação da linguagem Vyper: Principais características. Adoção e comparação com Solidity.
Sétima Iteração
Sétima Iteração
10h
Na Sétima Iteração do Projeto Aplicado o aluno desenvolve os últimos requisitos de seu projeto antes da criação do relatório final, que é o último artefato a ser produzido. Para isso serão utilizadas as competências e habilidades adquiridas em sua última disciplina e em todo o curso. Ao final desta iteração, o aluno deverá realizar um confronto entre o que foi planejado nesta iteração e o que foi realmente executado, gerando artefatos que comprovam o planejamento e execução dos requisitos e se preparando para a apresentação final do projeto.
Relatório Final
Relatório Final
20h
O Relatório Final é o principal artefato do Projeto Aplicado, pois nele o aluno irá apresentar todas as etapas de desenvolvimento do seu projeto, desde o desafio, passando pela solução e chegando ao detalhamento das iterações que materializa a solução. Este artefato é submetido à apreciação do orientador e conduzirá o projeto desenvolvido para a banca avaliadora, na etapa seguinte.
Banca
Banca
Finalmente o aluno submeterá o projeto aplicado para que o seu orientador o aprove para apresentação final e aprovação por parte de uma banca avaliadora.
Projeto aplicado com foco em Inovação

O curso convida o aluno a propor soluções para problemas com alto grau de incerteza, a partir de uma abordagem focada na prototipação de soluções e ideias inovadoras.

Conhecer mais

Aprenda com os melhores

Estude de forma interativa com um time de profissionais experientes e atuantes no mercado.

Conhecer todos os nossos professores
Antonio Hoffert
Economista

Autor de um plano de Desenvolvimento Econômico Sustentável para o Governo Brasileiro, do White Paper do BRLT o primeiro token estável para o Real Brasileiro e da obra Criptonomia. Suas palestras embasaram líderes mundiais como os governantes de Dubai, Chile, indústrias multinacionais, bancos e alunos de instituições acadêmicas como o MIT.

André Salles
Especialista direito tributário pela ESA, OAB-MG

Advogado tributarista com experiência em tributário internacional e mercado financeiro. Consultor jurídico da GOBlockchain tendo atuado no ecossistema de tecnologia e inovação de BH nos últimos anos. Membro da BlockchainBH atuando nas áreas de desenvolvimento de negócios, parcerias e eventos.

Leonardo Bonetti
Bacharel em Ciências da Computação, FUMEC

Mais de 8 anos como engenheiro de software, inicialmente trabalhando com desenvolvimento até me estabelecer como arquiteto de banco de dados e logo após engenheiro de blockchain, prestando serviços para exchanges e icos pelo mundo.

Diovani Luiz Merlo
Pós graduado em Arquitetura de Sistemas, PUC Minas

Possui mais de 15 anos de atuação em diversos segmentos de TI e contextos de negócios como área bancária, energia, saúde, transporte, segurança, dentre outras. Assumiu diversos cargos como Gerente de Fábrica de Software, Analista de Processos, Arquiteto de Sistemas, Analista de Sistemas, Desenvolvedor JAVA/.NET. Entusiasta sobre transformação digital e indústria 4.0 (IoT, IA, Drones, RPA, Realidade Aumentada e Virtual, Impressoras 3D).

Realize uma videoconferência gratuita com um professor

Em dúvida sobre o curso mais adequado ao seu perfil?
Gostaria de conhecer melhor o nosso modelo de ensino?

Agendar videoconferência

Processo seletivo

O processo seletivo do IGTI é simples e permite você conhecer melhor nossa cultura.
1
Solicitar videoconferência

Tire todas as suas dúvidas com um professor, receba orientações sobre seu curso e faça uma análise de perfil.

Agendar
2
Confirmar dia e horário

No prazo máximo de um dia útil, entramos em contato para esclarecer dúvidas, solicitar o seu currículo e agendar a videoconferência.

3
Participar da videoconferência

Após recebermos o seu currículo, participe da videoconferência com o professor.

4
Realizar matrícula

Após ser informado de sua aprovação, você recebe o link do Contrato de Pós-graduação para anexo da documentação necessária e assinatura eletrônica.

Faça sua matrícula antecipadamente e ganhe até R$ 1.000,00 em desconto

Estude na melhor escola de Pós-graduação em TI do país.

Invista em sua carreira profissional e certifique os seus conhecimentos.

Opte por planos de pagamento conforme a sua necessidade.

Consultar planos

O IGTI está no grupo de excelência do MEC

Com 14 anos de mercado, o IGTI é referência em pós-graduação em TI no Brasil.

Consultar credenciamento

Na dúvida?
Experimente uma aula grátis!

Que tal experimentar nosso ambiente de ensino para sentir como o IGTI ajudará você a conectar com seu futuro?

Experimentar aula grátis